.posts recentes

. ...

. FELIZ ANO NOVO

. FELIZ NATAL

. Breve Alusão ao Milagre d...

. ...

. Marés de Verão

. São Leonardo de Galafura

. ...

. Fugas e Momentos

. ...

. Fugas e Momentos

. Poesia

. Imaginação

. Imaginação

. Inspira-me

. Фредерик Шопен. Весенний ...

. Canção da esperança

. ...

. INSPIRA-ME

. Na Ilha da Vida

.arquivos

. Dezembro 2015

. Agosto 2014

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Dezembro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Janeiro 2011

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.Serenamente

.Partilhas

Estou no Blog.com.pt Poetry Art Blogs - Blog Catalog Blog Directory Uêba - Os Melhores Links Globe of Blogs blogarama.com blogarama - the blog directory blog search directory Blog search directory

Technorati Profile Add to Technorati Favorites Blog Directory
blogs SAPO

.Ver o Tempo em Portugal e no Mundo

Weather Forecast
Avalie Este Blog!
Uma serena visita!
Domingo, 27 de Abril de 2008

Reduto selvagem...

Rate My Page

 

 

Reduto Selvagem

à Sombra dum Embondeiro

Havia um chão

um tecto

e uma janela com vista sobre a cidade.

Na parede um desenho

e um pedaço de teatro

levado pela mão

àquela parede

na forma dum cenário.

Havia três cadeiras

e uma sala cheia de mistérios

e uma sala cheia de magias

O ar lotado de melodias

o chão forrado de palavras

com a forma de poesias.

Desse chão nascia a revolta

sob a forma das palavras

e nascia um amor memória

com tamanho de mar

pelos homens sem história.

África entrava ali pelo cheiro da savana.

África vivia ali

num tempo com espaço

mas num tempo sem esperança

África sofria ali

numa alma de criança.

Dos embondeiros fecundados naquele chão

nasciam sombras

com contornos de sonhos

das colinas escorriam sonhos

com contornos de homens

mumificados em vida.

África estava ali terna e amante

selvagem, negra e nua.

África habitava aquele espaço

feita vida feita raiva

feita amor

no feitiço duma lua.

No passado e no presente

África meu amor de ontem

África meu amor de sempre!

 

 

Isabel Simões

 

 

 

 

Kitaro-Koi

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=VVdBzcgmvg8

 

 

 

 

 

sinto-me:
música: Kitaro-Koi


.Frase do dia

.mais sobre mim

.Translate this blog in

.pesquisar

 

.Dezembro 2015

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24

27
28
30
31


.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

.SERENOS REGRESSOS

conter12

.Serenas e únicas passagens