.posts recentes

. Gnose

. Barco Velhos

. Afectos longínquos

. Reduto selvagem...

.arquivos

. Novembro 2017

. Dezembro 2015

. Agosto 2014

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Dezembro 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Dezembro 2011

. Janeiro 2011

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

.Partilhas

Estou no Blog.com.pt Poetry Art Blogs - Blog Catalog Blog Directory Uêba - Os Melhores Links Globe of Blogs blogarama.com blogarama - the blog directory blog search directory Blog search directory

Technorati Profile Add to Technorati Favorites Blog Directory
blogs SAPO

.Ver o Tempo em Portugal e no Mundo

Weather Forecast
Avalie Este Blog!
Uma serena visita!

Sábado, 31 de Maio de 2008

Gnose

Rate My Page

Gnose
 
Pequena Sereia, Pequena Sereia
pelo portal do báltico quero viajar
ao país dos mil lagos quero regressar
Pequena Sereia, Pequena Sereia
No país dos fiordes quero velejar
e de memórias vivas me quero apartar
 
Pequena Sereia, Pequena Sereia
fugir de mim preciso
para me reencontrar
sou barco perdido sem navegar
não tenho farol
vou naufragar
Socorro socorro Pequena Sereia
Mayday mayday*  Pequena Sereia
 
 Do fundo do mar um ruidoso silêncio cantou:
 
Não te posso ajudar
fronteiras do tempo não sei traçar
o meu destino é divino não o vou atraiçoar
Para duetos e coros  de feitiços no mar ecoarem
e o som das ondas perpetuar
só poetas e músicos em longas viagens  
posso levar
 
As fugas que desenhas
só o vento as pode arrastar
As mágoas que lanças  
só o sol as consegue sarar
As saudades que choras  
só o tempo sabe apagar
 
…e eu fronteiras do tempo não sei traçar
 
as minhas fronteiras são as ondas do mar
sempre a cantar
sempre a cantar.
 
 Nota de rodapé
Alguém disse que tentar é falhar com honra. Tentei pedir ajuda à Pequena Sereia – falhei.
Mantenho a honra e a tristeza também.
 Isabel Simões   
 
 
*Mayday mayday – código internacional de socorro para a navegação marítima.
 
Observação
Gnose (do grego gnosis) significa conhecimento – no poema a palavra “gnose” aparece como a salvação através do Conhecimento.
 
“… num mundo onde o Homem se sente, senão estrangeiro, pelo menos mal adaptado, surgem três questões: ‘De onde venho? ‘, ‘Onde estou?’,  ‘Para onde vou?’ a gnose deverá responder a esta tríplice questão, desvendando ao indivíduo o seu passado, o seu presente o seu futuro”
Henri-Charles Puech, En quête de la gnose, I Gallimard

 
Curiosidades :
 
 País dos mil lagos - Finlândia
 
Pequena Sereia é o nome de uma estátua que fica na cidade de Copenhague, na Dinamarca. Representa o personagem de um dos contos infantis do escritor Hans Christian Andersen. É da autoria de Edvard Eriksen, que a esculpiu em 1913.
Em 1964 um acto de vandalismo destruí-lhe  a cabeça.  Restaurada, permanece no seu posto contemplando as águas do porto da cidade e atraindo  turistas. A estátua transformou-se num  símbolo da cidade.
 
     Imagem Google
Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Pequena_Sereia
  

  

Nella fantasia

 
Nella fantasia io vedo un mondo giusto, In my mind  I imagine a world of justice
li tutti vivono in pace e in onestà. where everyone lives peaceful and honest      
                                                                                                                 lives.
 
lo sogno d'anime che sono sempre libere, I dream of hearts that ae always free,
come   le nuvole che volano,                                    free as the clouds in the sky,
pien d'umanità in fondo all'anima                           full of a deep humanity.
 
Nella fantasia io vedo un mondo chiaro, In my mind I imagine a world of light,
li anche la notte è meno oscura.             where even the nights are not so dark.
 
Lo sogno d'anime, ecc.                                              I dream of hearts, etc.
 
Nella fantasia esiste un vento caldo,        In my mind there's a warm breeze that
che soffia sulle città, come amico.           breathes over the towns like a friend.
 
lo sogno d'anime, ecc.                                               I dream of hearts, etc.
 

 

Também eu imagino um mundo de justiça a começar em cada um de nós.

Pergunto-me muitas vezes, onde estarão os frágeis seres que um dia nasceram,  que   caminhos ou atalhos da vida  terão percorrido, ou que escolhas fizeram, para alguns  anos depois, enevoar, enegrecer ou mesmo obscurescer os nossos dias de sol.

 
 
 
Russell Watson - Nella Fantasia
sinto-me:
música: viagens
tags: , ,


Quinta-feira, 29 de Maio de 2008

Barco Velhos

Rate My Page

 

Barcos velhos...
...Barcos velhos
 
Ancorados no cais da  esperança

barcos velhos
enroscam-se lentos nas cinzas mornas do tempo
Pinceladas de silêncio abrem portas verticais
a infindáveis e longas viagens
ao reino da Dinamarca
onde a última ou talvez a primeira
e Pequena Sereia
os saúda e acolhe
se despede
e os acompanha
num périplo mágico
à Terra do gelo e do fogo
às auroras boreais que repousam
nos caracóis
de crianças felizes
 
 
Tantas diferenças
tantas semelhanças
Diversidade bendita
esta dádiva inesperada
Pedro, Peter…Hannes, Johanne, Ana, Joana...
 
os olhos no Mundo
o coração no meu País
os pés nas ruas da minha Cidade.
 
 
A alma essa… uma poalha de estrelas
dádiva do Universo
fugaz pertença da Humanidade
em persistente retorno
ao silêncio quieto de Deus.
Isabel Simões
 
 
 
 
Curiosidade: a Islândia, terra do gelo e do fogo, é uma ilha do Atlântico Norte que pertenceu à Dinamarca até 1944.
A Islândia é um afloramento de rochas magmáticas com vulcões, vários géiseres (geysers) e sulfataras.
 
 
Dukker de 
ROBERT JACOBSEN : escultor e pintor dinamarquês - 1912-1993
 
 
Aurora Boreale track _ Enya 

 

sinto-me:
música: Enya
tags: ,


Domingo, 4 de Maio de 2008

Afectos longínquos

Rate My Page


 

Afectos longínquos

 
 
 
 
África fez amor
naquele corpo chocolate
Naquele corpo cacau
que rompe a madrugada
flor na cabeça
gingando as ancas
*samburá à cintura                                           
atropela as dunas
samba o fado da manhã
África insinua-se naquele sorriso branco neve
 
África invade a América
na cor
na magia
no ritmo
nos afectos
nas memórias
 
De repente
pela orla da praia
renasce
o Brasil da bossa nova
saído da grafonola saracoteada à manivela
nos discos riscados e castanhos do meu avô
que dançavam domingos adentro
pelo pátio dos meus Verões
 
Brasil dos velhos ritos e novas magias
onde o pouco é muito e o nada alguma coisa
Seis meses de futebol, seis meses de Carnaval
E sempre corpos de chocolate
E sempre sorrisos lindos
 
África acena daqui
numa alegria que alastra na chama
e mantém acesa dentro de mim
a vela do teu adeus, AVÔ.

 

* cesta de cipó usada pelos pescadores

 Isabel Simões
 
 
 
 
 
 
Desenho Aquarela do Brasil
 Recadoseglitters.com  gif recolhido no endereço electrónico
http://www.recadoseglitters.com/brasil1/ .
 
 
 
 
 


 
 
sinto-me:


Domingo, 27 de Abril de 2008

Reduto selvagem...

Rate My Page

 

 

Reduto Selvagem

à Sombra dum Embondeiro

Havia um chão

um tecto

e uma janela com vista sobre a cidade.

Na parede um desenho

e um pedaço de teatro

levado pela mão

àquela parede

na forma dum cenário.

Havia três cadeiras

e uma sala cheia de mistérios

e uma sala cheia de magias

O ar lotado de melodias

o chão forrado de palavras

com a forma de poesias.

Desse chão nascia a revolta

sob a forma das palavras

e nascia um amor memória

com tamanho de mar

pelos homens sem história.

África entrava ali pelo cheiro da savana.

África vivia ali

num tempo com espaço

mas num tempo sem esperança

África sofria ali

numa alma de criança.

Dos embondeiros fecundados naquele chão

nasciam sombras

com contornos de sonhos

das colinas escorriam sonhos

com contornos de homens

mumificados em vida.

África estava ali terna e amante

selvagem, negra e nua.

África habitava aquele espaço

feita vida feita raiva

feita amor

no feitiço duma lua.

No passado e no presente

África meu amor de ontem

África meu amor de sempre!

 

 

Isabel Simões

 

 

 

 

Kitaro-Koi

 

 

http://www.youtube.com/watch?v=VVdBzcgmvg8

 

 

 

 

 

sinto-me:
música: Kitaro-Koi


.Frase do dia

.mais sobre mim

.Translate this blog in

.pesquisar

 

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


.tags

. todas as tags

.links

.subscrever feeds

.SERENOS REGRESSOS

conter12